E-mail marketing – Guia rápido para criar sua primeira campanha

Apesar de muitos falarem por aí que o e-mail marketing está morrendo, ele é sim uma das maneiras mais efetivas de atrair e fidelizar clientes e não pode faltar nas suas estratégias de marketing digital.

E-mail marketing  – Por que usá-lo?

Embora as mídias sociais tenham ganhado muita visibilidade nos últimos tempos, o e-mail marketing vem reconquistando seu espaço e evoluindo suas estratégias cada vez mais. Veja abaixo alguns dos motivos para começar a implementar no seu planejamento.

  1. Todo mundo tem ou precisa de um e-mail

Segundo a Radicati, em 2015 existiam 2,5 bilhões de usuários de e-mail, e a tendência é que esse número chegue a 2,9 bilhões em 2019 – mais de um terço da população mundial. Esses números devem-se a fatores como a necessidade de um e-mail para cadastros em mídias sociais e formulários em geral.

  1. Segmentação e personalização de conteúdos e listas

O e-mail marketing permite uma comunicação one-to-one, ou seja, uma conversa direta entre duas pessoas. Além disso, você pode oferecer conteúdo relevante para os seus clientes com base em informações como idade, gênero, cidade, interesses, entre outras.

    1. Custo-benefício

Diferente das mídias sociais, o e-mail marketing não exige um investimento em mídia para alcançar um usuário. Entretanto, se você pensa em profissionalizar seus e-mails é bom ter em mente que será necessário investir.

 

Na prática

Se você está convencido do poder do e-mail marketing e seus benefícios, vamos começar o nosso passo-a-passo.

Passo 1: Construção da lista

Antes de qualquer outra coisa, precisamos criar nossa lista de e-mails. Quero deixar claro aqui que você não deve COMPRAR e-mails de banco de dados, pois as pessoas não se cadastraram para receber seus e-mails e, além disso, essas listas possuem diversos e-mails inválidos, o que acarretará a reputação da sua empresa.

Dado o conselho, seguem abaixo as estratégias para a construção da sua lista.

Landing pages

Uma das mais importantes formas de captar e-mails. Você já deve ter se deparado com alguma página na internet que pedia seus dados em troca de algum conteúdo, essas são as landing pages. Sua função é captar e segmentar os e-mails dos seus visitantes.

 

Pop-ups contextualizados

Em áreas estratégicas do seu site, você pode inserir pop-ups contextualizados e segmentados para seus visitantes.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Formulário na sidebar e final dos posts

Primeiramente, você deve entender qual estágio do funil de vendas o conteúdo está e qual tipo de visitante ele está atraindo. O formato de sua oferta é outro fator importante a se considerar na seleção do CTA, afinal de contas temos diversos formatos de conteúdo para objetivos diferentes.

 

 

 

Passo 2: Escolha da ferramenta para disparo

Após criar sua primeira lista é hora de pensar em qual ferramenta você vai usar para realizar os disparos. Existem diversas opções disponíveis no mercado. Na hora de escolher sua ferramenta, pesquise se ela proporciona tudo que você precisa, leve em consideração os prós e contras de cada uma delas.

Aqui na agência utilizamos o MailChimp, gratuito para até 2.000 contatos e com apenas 10 dólares mensais você já tem acesso a automação.

 

Passo 3: Defina as estratégias

A parte mais importante em uma campanha de e-mail marketing são as estratégias. Não adianta ter uma lista bem segmentada e utilizar as melhores ferramentas de disparo se você não tem uma estratégia bem definida.

Quem é o seu público? Quais ações pretende realizar com sua lista? Qual a linguagem da sua empresa?

Ter as respostas para essas perguntas é garantia de sucesso em suas campanhas. Seguem abaixo algumas dicas importantes:

 

Quem é o seu público?

Nesta etapa do planejamento você irá analisar qual é o seu público-alvo, ou seja, com quem você irá se comunicar. Você já ouviu falar em personas? Neste artigo “Guia para criação de personas“, você vai aprender tudo sobre o assunto.

 

Quais ações pretende realizar com seu e-mail marketing?

Outro aspecto importante dentro do seu planejamento são os objetivos. Sejam eles vender mais, apenas informar ou educar seus clientes, estando bem definidos será muito mais fácil planejar suas ações.

 

Qual a linguagem da sua empresa?

Estabeleça uma linguagem padrão para sua empresa e a mantenha. Pode ser uma linguagem mais informal caso sua empresa seja mais descontraída ou formal caso seja “mais séria”. A linguagem da sua empresa também pode ser baseada na sua persona.

 

Quais serão as metas da sua campanha?

Levando em consideração seus objetivos estabelecidos no plano, defina suas metas, como nos exemplos abaixo:

a) Vender 10 imóveis (caso sua empresa seja uma imobiliária);

c) Gerar 50 inscrições no meu curso (caso sua empresa ofereça cursos);

d) Gerar 10 downloads do meu e-book.

Passo 4: Criação do template / layout da campanha

Após tudo definido – listas de e-mails, ferramenta a ser utilizada e planejamento – podemos avançar para o próximo passo.

Toda campanha de marketing para ter sucesso precisa seguir boas práticas. Abaixo eu listo as principais delas para a criação do layout.

O ideal é que o layout não ultrapasse 600px de largura, evitando assim rolagem horizontal.

  • Call-to-Action (chamada para ação) e título nos primeiros 300px de altura do e-mail.
  • Não é proibido, mas é indicado evitar o uso de gifs animados.
  • Cada imagem deve pesar no máximo 100kbs – e você pode inserir, no máximo, 470kbs em imagens no seu layout
  • A proporção ideal é de 40% de imagens e 60% texto.
  • Tenha somente um objetivo por campanha e insira no máximo 3 Calls-to-Action diferentes em seu e-mail.
  • Por fim, é extremamente importante inserir a opção de descadastro.

 

Essas são algumas das diversas boas práticas a serem analisadas na hora de criar seus templates. Após criado seu template de e-mail e disparada sua primeira campanha, vamos ao último e não menos importante passo.

 

Passo 5: Relacionamento com sua lista de e-mails

A primeira atitude a ser tomada aqui é a criação de um cronograma, de modo a otimizar seu relacionamento com o público. Neste caso, deve-se buscar um ponto de equilíbrio para os disparos de e-mails, ou seja, não enviar muitos, mas também não enviar poucos.

Seguem abaixo algumas dicas para otimizar o relacionamento com seus clientes:

 

Periodicidade

Estabeleça um horário fixo. Para isso, é importante analisar em qual horário seu público prefere receber e-mails e isso varia de negócio para negócio.

 

Frequência

O ideal é partir de 1 disparo por semana, mas é preciso testar, pois isso também varia de negócio para negócio.

 

Cronograma

É muito importante criar um cronograma de disparos, com data, horário, conteúdo e lista. Aqui na Agência Guepardo nós utilizamos o Trello.

 

Conclusão

Se você seguir os passos que citei acima nas suas estratégias é possível chegar a resultados compensadores. Não esqueça também de medir o resultado de suas campanhas, pois só assim poderá aperfeiçoa-las cada vez mais.

Se você gostou do conteúdo deste post compartilhe com seus amigos. A melhor maneira de mudar o mundo é compartilhando conhecimento.

 

Share This